Mobilização contra Bolsonaro ocupa redes sociais e tem protestos em 19 países

Mobilização contra Bolsonaro ocupa redes sociais e tem protestos em 19 países
Mobilização contra o governo em Brasília na manhã deste domingo: defesa da vida e do meio ambiente

Geral CTB Geral 12/10/2020 há 1 semana

 A mobilização mundial contra o governo de Jair Bolsonaro, identificada pela hashtag #StopBolsonaroMundial, alcançou as principais posições entre os tópicos mais compartilhados no Twitter na manhã deste domingo (11). O evento reflete a convocação de ativistas articulados em 59 cidades de 19 países. Esta é a terceira edição do movimento que alerta para a destruição ambiental operada pelo governo brasileiro.

“O movimento Stop Bolsonaro Mundial vem, desde junho deste ano, denunciando as atrocidades cometidas por uma gestão voltada aos interesses da elite, dos bancos e dos ricos. Para favorecer o agronegócio, o governo incentiva a destruição do meio ambiente e é negligente quanto às ações de combate aos incêndios florestais, muitos deles criminosos, que têm atingido a Amazônia, o Pantanal e o Cerrado”, afirma a nota dos ativistas que convoca para as mobilizações virtuais.

“Bolsonaro mente quando fala em aparições na ONU e ainda ignora os alertas e apelos de ambientalistas internacionais. A devastação promovida por Bolsonaro e sua cúpula é sem precedentes na história do Brasil e no mundo”, destaca ainda a mobilização #StopBolsonaroMundial.

Manifestações de apoio

“Mais de um quarto do Pantanal já queimou. Temos as maiores queimadas da história no Pantanal e da década na Amazônia. Documentos mostram que Guedes e Salles atrasaram a contratação de brigadistas em quatro meses. Não é coincidência”, afirma o candidato à prefeitura de São Paulo, Guilherme Boulos, ao apoiar as manifestações deste domingo.

“A luta é pela democracia, pelos nossos biomas, pela saúde pública, pela dignidade do nosso país e pelo combate a este governo neofascista. Manifeste-se contra esse desgoverno genocida!”, afirmou o deputado federal Zeca Dirceu (PT-PR).

O evento virtual começou às 8h e vai até 20h (horários de Brasília). Conta com debates e entrevistas que abordarão temas como as eleições norte-americanas e os possíveis reflexos no Brasil, o meio ambiente e as eleições municipais. A programação será exibida nas mídias sociais do Stop Bolsonaro e também nas diversas redes de parceiros (Frente Internacional- FIBRA e Inteligência Acima da Mídia-IAM).

Confira a agenda do StopBolsonaroMundial

 

Via: RBA