Brasil fecha 1,19 milhão de vagas de trabalho no primeiro semestre de 2020, diz governo

Brasil fecha 1,19 milhão de vagas de trabalho no primeiro semestre de 2020, diz governo

Geral CTB Geral 28/07/2020 há 1 semana

A economia brasileira fechou 1.198.363 vagas de trabalho com carteira assinada no primeiro semestre de 2020, informou nesta terça-feira (28) o Ministério da Economia. Os números fazem parte do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged).

O saldo é a diferença entre as contratações e a demissões. No semestre foram registrados 7,9 milhões de desligamentos e 6,7 milhões de novas admissões.

No mesmo período de 2019, o saldo havia sido positivo. Na época, foram criadas 408 mil vagas, o melhor resultado desde 2014.

Considerando exclusivamente o mês de junho, foram fechadas 10 mil vagas de emprego formal. Em maio, haviam sido 350 mil.

O mercado de trabalho, assim como toda a economia, sofreu diretamente o impacto da pandemia do novo coronavírus. O alto risco de contágio em locais cheios ou fechados, assim como as medidas de isolamento social, tomadas de acordo com orientações de autoridades de saúde, diminuíram a circulação de pessoas e o consumo. Em grande parte dos estados, as medidas foram flexibilizadas nas últimas semanas.

Por setor

O setor de serviços foi o que mais fechou vagas no primeiro semestre de 2020: 507.708 no total. Logo depois vem o setor de comércio, com 474.511 vagas a menos. O setor de construção teve 32.092 vagas fechadas.

O setor da agricultura, pecuária, produção florestal, pesca e aquicultura foi o único com abertura de novos empregos formais. Foram 62.633 vagas criadas nos primeiro semestre.

Considerando apenas junho, o setor de serviços fechou 44,8 mil vagas. O comércio fechou 16,6 mil.

Em junho, a agropecuária abriu 36,8 mil novas vagas. A construção civil registrou saldo positivo de 17,2 mil novos postos de trabalho.

Por regiões

Veja o saldo de empregos formais por regiões em junho:

  • Centro-Oeste: + 10 mil
  • Norte: + 6,5 mil
  • Sul: + 1,6 mil
  • Nordeste: - 1,3 mil
  • Sudeste: - 28,5 mil

Entre as unidades da federação, o melhor resultado foi registrado em Mato Grosso com a abertura de 6.709 postos de trabalho. O Rio de Janeiro teve o pior resultado com o fechamento de 16.801 vagas em junho.

IBGE: ‘Número de desocupados cai, mas é porque muitos desistiram de procurar emprego’

IBGE: ‘Número de desocupados cai, mas é porque muitos desistiram de procurar emprego’

Via: G1