Sindsaúde defende aposentados administrativos e garante reajuste

Sindsaúde defende aposentados administrativos e garante reajuste

Geral CTB Geral 30/07/2019 há 4 meses

Os trabalhadores aprovaram a proposta apresentada para os técnicos e auxiliares administrativos com jornada de 40 horas, que prevê reajuste de 26,65% sobre os vencimentos, elevando o salário base ao salário mínimo de R$ 998. Nesta defesa do Sindsaúde, cerca de 3.332 aposentados administrativo terão reajuste conforme a tabela apresentada após a luta travada pela entidade em garantir direitos.

De acordo com a proposta os técnicos e auxiliares administrativos com jornada de 30 horas não haverá reajuste no vencimento base, mas sim no CET, em percentual de 55% equivale a $ 433,40 consequentemente, aumento da remuneração total com a manutenção da diferença de um terço entre as jornadas de 30 e 40 horas. Os auxiliares-administrativos com 30 horas terão um reajuste na remuneração total de 19,23%, totalizando R$ 1.221,46. Já os técnico-administrativos terão reajustes no CET de 88,35% em cima da remuneração que variam entre 5,61% a 11, 87%, dependendo da classe

A presidente do Sindsaúde Ivanilda Brito ressaltou que a pauta de reivindicação dos servidores da Saúde que contempla o grupo ocupacional saúde e técnicos administrativos continuará sendo debatida com o governo. “Sabemos que a proposta não é para todos, mas a gente continua na luta na busca para atender as demandas de todos”, afirmou.

Segundo o Superintendente de Recursos Humanos da SAEB, Adriano Tambone; “cerca de 3.332 servidores aposentados do grupo administrativo terão reajuste”.

Para a presidente do SindSaúde, Ivanilda Brito e a vice-presidente do Sindsaúde Tereza Deiró destacou que também tem sido luta incansável do Sindsaúde a busca pela reestruturação da carreira dos administrativos.

Ascom Sindsaúde