Fetag-Ba na luta pelos trabalhadores do campo

Fetag-Ba na luta pelos trabalhadores do campo

Geral CTB Geral 12/06/2019 há 2 meses

Na tarde desta terça-feira (11), a Fetag-Ba se reuniu com a Secretaria de Desenvolvimento Rural - SDR e com a Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte - SETRE, para pautar o governo com as demandas para a população do campo.


Para o presidente da Fetag, João da Cruz "é preciso ampliar os investimentos em Assistência Técnica e Extensão Rural - ATER e desburocratizar questões relacionadas a área sanitária que atualmente dificulta a comercialização da agricultura familiar".

A Federação compreende que é preciso investir em tecnologias sociais e em políticas públicas que gerem ações para proporcionar o desenvolvimento da agricultura familiar no Estado.


Dentre as demandas se destaca, cursos de qualificação profissional para agricultores e agricultoras familiares, acesso ao esporte no campo, acesso a projetos de economia solidária, ampliação e melhoria no serviço de ATER, aquisição de equipamentos tecnológicos para produção dentre outros que possam gerar trabalho, renda, lazer e uma vida digna no campo com acesso as políticas públicas.

Estiveram presentes nas reuniões o presidente João da Cruz, o tesoureiro Cláudio Bastos, as Secretárias de políticas Sociais, política Agrária e de Mulheres respectivamente Luciana Oliveira, Cristina Vitória e Renilda Santos, e a assessoria da Fetag.


O secretário da SDR Josias Gomes e o secretário da SETRE Davidson Magalhães com suas equipes foram bastante receptivos com a pauta da Fetag e se comprometeram a buscar diálogos no governo na perspectiva de atender ao máximo as demandas do campo baiano.

Na tarde desta terça-feira (11), a Fetag-Ba se reuniu com a Secretaria de Desenvolvimento Rural - SDR e com a Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte - SETRE, para pautar o governo com as demandas para a população do campo.


Para o presidente da Fetag, João da Cruz "é preciso ampliar os investimentos em Assistência Técnica e Extensão Rural - ATER e desburocratizar questões relacionadas a área sanitária que atualmente dificulta a comercialização da agricultura familiar".

A Federação compreende que é preciso investir em tecnologias sociais e em políticas públicas que gerem ações para proporcionar o desenvolvimento da agricultura familiar no Estado.


Dentre as demandas se destaca, cursos de qualificação profissional para agricultores e agricultoras familiares, acesso ao esporte no campo, acesso a projetos de economia solidária, ampliação e melhoria no serviço de ATER, aquisição de equipamentos tecnológicos para produção dentre outros que possam gerar trabalho, renda, lazer e uma vida digna no campo com acesso as políticas públicas.

Estiveram presentes nas reuniões o presidente João da Cruz, o tesoureiro Cláudio Bastos, as Secretárias de políticas Sociais, política Agrária e de Mulheres respectivamente Luciana Oliveira, Cristina Vitória e Renilda Santos, e a assessoria da Fetag.


O secretário da SDR Josias Gomes e o secretário da SETRE Davidson Magalhães com suas equipes foram bastante receptivos com a pauta da Fetag e se comprometeram a buscar diálogos no governo na perspectiva de atender ao máximo as demandas do campo baiano.