CTB-BA se solidariza e repudia os ataques sofridos pela professora da escola Estadual Thales de Azevedo

CTB-BA se solidariza e repudia os ataques sofridos pela professora da escola Estadual Thales de Azevedo

Geral 19/11/2021

A Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (Seção-Bahia), se solidariza e repudia os ataques sofridos pela professora da escola Estadual Thales de Azevedo, o caso foi registrado por uma aluna e a mãe dela na Delegacia Especializada de Repressão ao Crime Contra Criança Adolescente (Dercca). A professora de Filosofia foi intimada em delegacia por "doutrinação feminista" e conteúdo de cunho "esquerdista", na quinta-feira (18).

A liberdade de cátedra assegura a liberdade de aprender, ensinar, pesquisar e divulgar o pensamento, a arte e o saber. Garante o pluralismo de ideias e concepções no ensino. Os professores e professoras não podem perder a autonomia pedagógica. Não aceitamos nenhum tipo de atitude autoritária!

Reiteramos que, a intimação fere a liberdade e autonomia pedagógica, que são princípios constitucionais, além de interferir na autonomia de projeto de formação humana, crítica e socialmente ativa. Essas alegações têm provocado o enviesamento dos conhecimentos historicamente construídos e dos fenômenos sociais, em silenciamento dos docentes.

Rosa de Souza                         

   Presidenta 

  Ailton Araújo

 Secretário Geral