III Congresso Estadual da CTB Bahia - Centro de Convenções, Salvador / Bahia

Um golpe dentro do golpe

Postada 24 de Janeiro de 2018

O julgamento do ex-presidente Lula pela 8ª Turma do Tribunal Regional Federal da 4ª Região, cujo início está previsto para esta quarta-feira (24) em Porto Alegre, integra o script do golpe de Estado que, em 2016, afastou a presidenta Dilma da Presidência e instalou no Palácio do Planalto uma cleptocracia liderada pelo usurpador Michel Temer.

Restam poucas dúvidas de que Lula será declarado culpado pelos juízes. Também salta aos olhos o caráter político do julgamento. As acusações de que o ex-presidente é vítima carecem de fundamentos e provas. Sua condenação tem o único objetivo de afastá-lo das eleições presidenciais previstas para o fim do ano. Trata-se de um golpe dentro do golpe.

Os golpistas servem aos interesses escusos e reacionários das velhas classes que há séculos dominam o Brasil e cujo existência e poder constituem um sério obstáculo ao desenvolvimento nacional, à democracia, à soberania e aos interesses do povo trabalhador. São os grandes capitalistas nacionais e estrangeiros, a mídia burguesa, os banqueiros, os latifundiários e, destacadamente, os imperialistas estadunidenses, que tiveram papel decisivo no golpe.

O conteúdo reacionário do golpe transparece nas políticas reacionárias que vêm sendo impostas ao país pelo governo machista, racista e antipopular do senhor Temer, reprovado por mais de 90% dos brasileiros e brasileiras. A nova legislação trabalhista é um atentado ao Direito do Trabalho, estabelece a terceirização irrestrita, o infame trabalho intermitente, a prevalência do negociado sobre o legislado, a extinção da principal fonte de sustentação do movimento sindical.

A “nova política fiscal” congela o futuro do país ao reduzir drasticamente os investimentos públicos em infraestrutura, saúde, educação, saneamento e bem-estar social. Querem também acabar com as aposentadorias e pensões públicas, a pretexto de combater o que chamam de déficit da Previdência, um conceito fabricado e explorado de forma sensacionalista com o propósito de favorecer interesses privados.

A política econômica consagra a abertura do pré-sal ao capital estrangeiro, privatizações e privilégios para as grandes corporações que ofendem os interesses da nação, agridem a soberania e condenam a economia nacional ao atraso e eterno subdesenvolvimento.

É dever de todos os patriotas, democratas e representantes da classe trabalhadora denunciar o desmonte da seguridade social, a agressão à soberania, à democracia e aos direitos do nosso povo. Querem afastar Lula da disputa presidencial para continuar impondo o projeto golpista de restauração neoliberal.

Neste contexto, impõe-se ao movimento sindical e à classe trabalhadora a resistência e a luta sem quartel para interromper o brutal retrocesso que o país vem sofrendo. É preciso zelar pela unidade das centrais e trabalhar para a constituição de uma frente ampla em defesa da nação, da democracia e da valorização do trabalho.

Defender o direito de Lula ser candidato é defender o direito soberano do povo de ditar os rumos da política nacional, de escolher um caminho autônomo e democrático para o desenvolvimento soberano da nação, que não será possível sob o neoliberalismo e a liderança de golpistas.

É o povo e não a Justiça vergada aos interesses das classes dominantes quem deve decidir se Lula pode ou não ocupar novamente a cadeira de presidente. Seja qual for o resultado do julgamento que deve ter início nesta quarta-feira (24), em Porto Alegre, continuaremos firmes na luta em defesa do direito democrático de Lula ser candidato, bem como da soberania nacional e da valorização do trabalho.

Adilson Araújo
Presidente Nacional da CTB


    whatsapp  

Últimas Artigos

Reforma da Previdência interessa ao sistema financeiro

Augusto Vasconcelos

A nova narrativa do governo para aprovar a reforma da Previdência

Antônio Augusto de Queiroz

A reforma trabalhista precariza, mutila e mata

Adilson Araújo
Ver todas os artigos

Enquete

Qual a pior proposta do Temer?


Resultado

Charges

Temer acelera desmonte dos bancos públicos Postada 11 de Outubro de 2017 Charge do Sindicato dos Bancrios de So Paulo Ver todas as charges

Facebook



Rua Democrata,18, 1º andar, Dois de Julho - Salvador -Bahia. CEP. 40060-107.
© Copyright CtbBahia - Todos os direitos reservados - imprensa@ctbbahia.org.br
Tel (71) 3012-5390